Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

H-orizontes

H-orizontes

23
Mar22

“Normal People” – Sally Rooney

Helena

normal.jpg

Connel e Marianne cresceram juntos numa pequena cidade do norte da Irlanda, mas não podiam ser mais diferentes. Connel é um rapaz popular, que pratica desporto e vive rodeado de amigos. A sua mãe trabalha como empregada doméstica na casa de Marianne e a sua baixa condição económica obriga-o a trabalhar a dobrar para atingir os seus objetivos. Por seu lado, Marianne é posta de lado por todos os colegas, passa os intervalos a ler e é alvo de chacota. Descendente de uma família abastada, vive quase alienada das dificuldades por que passam os mais desfavorecidos.

Apesar das suas diferenças, as vidas dos dois jovens tocam-se durante os breves minutos em que Connel vai buscar a mãe a casa de Marianne no fim de um dia de trabalho. É numa dessas ocasiões que ambos percebem que há algo que os une para além da conversa de circunstância, algo para além das circunstâncias, do espaço e do tempo. Esta narrativa segue a evolução da relação entre Connel e Marianne entre janeiro de 2011 e fevereiro de 2015, e a maneira como as voltas da vida e do crescimento a modificam.

Depois da ida para a universidade, Marianne torna-se popular e Connel debate-se com uma fase em que ninguém o compreende. Ambos encontram outras pessoas, voltam a encontrar a felicidade, a perdê-la, a errar e a encontrar o caminho de volta à vida que planeavam, numa sucessão de “small decisions” que os separam até, irremediavelmente, os voltarem a juntar.

Um romance sobre o amor, a amizade, a violência, as desigualdades, a sexualidade e o pequeno turbilhão em que se veem envolvidos aqueles que, por mais que tentem, não conseguem ser “pessoas normais”.

“It suggests to Connel that the same imagination he uses as a reader is necessary to understand real people also, and to be intimate with them.”

Um romance tão simples, tão linear e tão repetitivo não seria, certamente, o meu livro de eleição, mas o que é certo é que acabei por ter de me obrigar a pousá-lo para não o ler de uma assentada. Isto deve-se não só ao facto de eu me encontrar na mesma fase da vida que as personagens principais, mas também porque Sally Rooney não se limita a escrever sobre uma relação turbulenta entre dois jovens peculiares.

Um dos elementos centrais da relação entre Connel e Marianne é o fosso económico-social que os separa e a forma como este a compromete. Connel, filho de uma mãe solteira que trabalha como empregada de limpeza para o conseguir sustentar, é à partida muito diferente de Marianne, cujo conforto económico lhe permite uma certa alienação em relação às pessoas de um estrato social abaixo do dela. Este desfasamento é visível, por exemplo, na candidatura de Connel e Marianne à bolsa da universidade. Enquanto Connel recorria à bolsa por pura necessidade, para conseguir suportar melhor os custos relacionados com a faculdade, Marianne candidata-se pelo prazer que retira do reconhecimento do seu mérito, como que para reafirmar a sua inteligência e estatuto.

Por outro lado, Sally Rooney deixa claro que o dinheiro não é suficiente para garantir uma boa vida pessoal, social e familiar. Apesar da sua baixa condição económica, Connel conta com um vasto círculo de amigos na escola secundária e com uma mãe que o apoia. Por seu lado, a adolescência de Marianne foi marcada pela exclusão, pelo bullying e pelos maus-tratos de que era vítima, primeiro por parte do pai e, após a morte deste, pela mãe e pelo irmão, que a desprezam. Assim, a dinâmica entre as personagens principais encontra o seu equilíbrio no facto de nenhuma vida ser perfeita, de todos sermos falíveis e de que ninguém é permanentemente feliz.

Em conclusão, apesar de se tratar de um livro comum, construído em volta de personagens e circunstâncias esteticamente agradáveis, Normal People é um romance de camadas que o tornam mais do que uma leitura superficial e recreativa.

Mais sobre mim

Arquivo

    1. 2024
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2023
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Pesquisar

Bem vindo

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.